Programa Aveiro Digital www.aveiro-digital.pt 
Linha separadora
      O Programa Aveiro Digital 2003 - 2006 é co-finaciado pelo FEDER e pelo FSE através do Programa Operacional Sociedade da Informação
Linha separadora
Separador
Indicador de item de menu Apresentação
Separador
Indicador de item de menu Projectos  
Separador
Indicador de item de menu Serviços
Separador
Indicador de item de menu Documentação
Separador
Indicador de item de menu Outros Destinos
Separador
Indicador de item de menu Contactos
Separador

Um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura

Atalhos de acesso ao menú: ALT + Letra sublinhada

English Version     Versão Portuguesa


Visitantes: 3628559

 

[ Inicio ]
Icon Apresentação  Apresentação :: Orçamento Global e Justificação :
 

Dada a natureza do modelo de execução e tendo em conta o quadro de confiança e maturidade dos agentes económicos e sociais, um orçamento ambicioso para o Programa Aveiro Digital 2003-2006, reflectirá sempre um grande desafio às capacidades de investimento e modernização da comunidade e dos seus principais agentes na Região da AMRIA.

A distribuição orçamental por rubrica deverá respeitar os princípios e natureza dos financiamentos FEDER, do FSE e do POSI, nomeadamente no que respeita à proporção entre despesas de investimento e despesas correntes.

As taxas de comparticipação financeira previstas por Área de Intervenção são as seguintes:

AI1: Comunidade Digital 98%
AI2: Autarquias e Serviços Concelhios 75%
AI3: Escolas e Comunidades Educativas 75%
AI4: Universidade e Comunidade Universitária 75%
AI5: Serviços de Saúde 70%
AI6: Solidariedade Social 70%
AI7: Tecido Produtivo 50%
AI8: Informação, Cultura e Lazer 72%

Tendo em conta a especial natureza das Áreas de Intervenção “Comunidade Digital” e “Solidariedade Social”, claramente de interesse público e social, serão identificados processos de partilha de custos, transparentes e adequados, nomeadamente, através da captura de patrocínios de entidades bancárias e empresariais e compensando o seu financiamento através da redução, a níveis adequados, da comparticipação financeira FEDER e FSE aos projectos de natureza empresarial e comercial.

Dados os objectivos materiais que se explicitam por Área de Intervenção, a natureza dos investimentos em sistemas de front-office com impacto directo na modernização dos processos e na qualidade de vida dos cidadãos, exigem fortes investimentos nos back-offices das organizações e no desenvolvimento e customização de aplicações adequadas.

Assim, o investimento tem que contemplar, fundamentalmente, não só o equipamento mas também o desenvolvimento de software, por aquisição de desenvolvimento a terceiros, ou, mais limitadamente, por recursos próprios, bem como a formação para a adequada operação dos sistemas e aplicações, configurando um razoável investimento incorpóreo nas rubricas de investimento.

O retorno dos investimentos proporcionados pelo Programa Aveiro Digital 2003-2006 terá que ser não só evidenciado e quantificado, a curto prazo, na maior eficiência dos serviços e da competitividade das empresas mas também, na qualificação das pessoas, que representam.