Programa Aveiro Digital www.aveiro-digital.pt 
Linha separadora
      O Programa Aveiro Digital 2003 - 2006 é co-finaciado pelo FEDER e pelo FSE através do Programa Operacional Sociedade da Informação
Linha separadora
Separador
Indicador de item de menu Apresentação
Separador
Indicador de item de menu Projectos  
Separador
Indicador de item de menu Serviços
Separador
Indicador de item de menu Documentação
Separador
Indicador de item de menu Outros Destinos
Separador
Indicador de item de menu Contactos
Separador

Um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura

Atalhos de acesso ao menú: ALT + Letra sublinhada

English Version     Versão Portuguesa


Visitantes: 3622636

 

[ Inicio ]
Icon Apresentação  Apresentação :: Áreas de Intervenção :: 3 - Escolas e Comunidades Educativas :
 

A Educação das crianças e dos jovens é assumida como uma das grandes preocupações contemporâneas e uma das maiores responsabilidades da comunidade sendo considerada como o principal eixo de investimento para a construção de uma sociedade valorizada e capacitada para responder aos desafios da competição económica e, paralelamente, garantir o desenvolvimento de uma sociedade mais justa, solidária e inclusiva.

Os desafios para a qualificação da Educação encontram algumas das respostas na utilização adequada das TIC para a inovação e eficiência nos processos pedagógicos, na gestão e administração dos recursos logísticos e na valorização dos recursos humanos.

Neste contexto, e tendo em conta os investimentos considerados mais estruturantes, identificam-se os seguintes projectos, indicadores e objectivos:

P 3.1 Serviços de Gestão e Administração da Rede Escolar

Instalar sistemas de back-office e front-office que contribuam para a modernização e agilização da gestão das escolas e dos respectivos serviços administrativos. Estes serviços, que serão assim mais eficientemente disponibilizados na Internet para toda a comunidade, vão exigir, além da capacitação dos agentes educativos, a integração de serviços de autenticação, certificação e condições para as necessidades de transacções electrónicas.

P 3.2 Curricula Digital

Digitalizar duas áreas curriculares: Matemática e Português. Contempla-se a concepção, criação e distribuição na Internet dos conteúdos curriculares destas disciplinas do 1º ao 3º ciclo.

Paralelamente e tendo em conta a avaliação de sustentabilidade, deverá ser contemplado o desenvolvimento de call-centers de serviços de apoio on-line nestas disciplinas, garantido por redes distribuídas e formalmente constituídas de professores nestas áreas disciplinares.

P 3.3 Serviços de Formação à Distância de Professores

Consolidar, expandir e qualificar os serviços de formação à distância para professores, garantindo a criação de condições de operação e o estabelecimento de modelos de gestão com vista à futura sustentabilidade comercial destes serviços.

As acções de formação deverão contemplar o desenvolvimento de competências de autoria/publicação em formato electrónico e o desenvolvimento de materiais pedagógicos digitais.

Neste âmbito, considerando o papel dos Centros de Formação e a potencial conjugação com outras fontes de financiamento, contempla-se a criação, desenvolvimento e avaliação de acções de formação contínua de professores nas temáticas relacionadas com as didácticas específicas, com as disciplinas de suporte e com a exploração das TIC na educação, utilizando o ensino à distância.

P 3.4 Expansão e Consolidação das Comunidades Educativas

Garantir a expansão e consolidação das Comunidades Educativas mantendo e desenvolvendo os serviços de ligação e interacção entre a escola, a família, a comunidade e os múltiplos agentes da educação.

Perspectiva-se a criação e manutenção de serviços baseados nas TIC, centros de recursos para apoio, promoção e capacitação dos agentes e instituições responsáveis pela educação e os serviços de articulação e operação dos Conselhos Locais de Educação. Devem criar-se condições especiais de acesso às TIC e aos serviços, bem como desenvolver programas de estímulo à criatividade e à iniciativa de todos os agentes da educação que propiciem a criação de dinâmicas locais e regionais comprometidas com a educação.

P 3.5 Bolsa de Sistemas e Serviços

Consolidar os meios para garantir e estimular a utilização corrente e generalizada das TIC em todos os graus do sistema educativo, em articulação com os CPAS, e com os organismos do associativismo social, cultural, desportivo e recreativo de âmbito local, permitindo rentabilizar e flexibilizar a utilização dos recursos disponíveis. Neste âmbito, prevê-se o investimento em plataformas e serviços wireless utilizáveis pelos múltiplos agentes para permitir a alocação flexível dos meios às diferentes velocidades de introdução das TIC nas práticas pedagógicas, culturais recreativas e sociais.

A criação de bolsas de equipamentos e de serviços de utilização comum e partilhada, bem como a sua alocação e manutenção, exigem o investimento em sistemas de gestão dos recursos do parque escolar e dos serviços associados e modelos sustentáveis para a contratação comercial dos serviços de manutenção e actualização do hardware e software. Estes investimentos devem estar associados a projectos que fundamentem a sua necessidade e utilidade.

P 3.6 CiênciArte

Equipar um ambiente polivalente e itinerante para demonstração e experimentação lúdica das ciências associado ao desenvolvimento da curiosidade científica e da sensibilidade estética. Este ambiente deve contemplar sistemas de observação, simulação e manipulação criativa de experiências científicas baseados nas TIC e especialmente concebidas sob o referencial do entendimento e aplicação à realidade.
A sua operação exige uma estreita articulação entre o tecido educativo e académico e as estruturas de associativismo a nível regional, garantindo uma agenda anual de actividades junto das escolas do 1º ao 3º Ciclos, a criação de prémios de CiênciArte e a realização de exposições regulares para o grande público.

IO. 3- Indicadores e Objectivos Anuais

Indicadores
Ano 2
Ano 3
Ano 4
Nº de Escolas com serviços Administrativos na Internet 4 16 30
Nº de Professores em Acções de Formação à distância 100 200 300
Nº de Professores com certificação em competências básicas em TIC 200 600 1200
Nº de Funcionários com certificação em competências básicas em TIC 100 200 500
Nº de Alunos com certificação de competências básicas em TIC 400 1000 2000
Nº de Famílias com utilização regular dos Serviços das Escolas 200 400 800
Nº de Alunos por Computador 20 10 5
Ciênciarte – Serviços regulares itinerantes - 50% 100%
Ciênciarte – Exposição Pública Anual - 1 2