Programa Aveiro Digital www.aveiro-digital.pt 
Linha separadora
      O Programa Aveiro Digital 2003 - 2006 é co-finaciado pelo FEDER e pelo FSE através do Programa Operacional Sociedade da Informação
Linha separadora
Separador
Indicador de item de menu Apresentação
Separador
Indicador de item de menu Projectos  
Separador
Indicador de item de menu Serviços
Separador
Indicador de item de menu Documentação
Separador
Indicador de item de menu Outros Destinos
Separador
Indicador de item de menu Contactos
Separador

Um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura

Atalhos de acesso ao menú: ALT + Letra sublinhada

English Version     Versão Portuguesa


Visitantes: 3622812

 

[ Inicio ]
Icon Noticias  Noticias :
 
Notícia com data de 04-11-2002 --- Sociedade de Informação : POSI impõe mais parceiros ao "Aveiro Digital"

A cidade digital de Aveiro, pioneira no país, terá de transformar-se em ciber-região, para respeitar a nova filosofia de apoios do Programa Operacional para a Sociedade de Informação (POSI), disse hoje fonte do organismo.

De acordo com Graça Moreira, do POSI, a lógica de apoios passa a ser inter-municipal, na perspectiva de rentabilizar os meios financeiros reservados para o efeito e de melhorar globalmente a ciber-relação entre a administração pública e o cidadão.

"Sendo certo que todos estão interessados em aderir à sociedade de informação, faz sentido exigir parcerias mais amplas", disse Graça Moreira.

A nova filosofia do POSI foi já adoptada no Norte do distrito de Aveiro, onde câmaras municipais e institutos tecnológicos arquitectaram recentemente um projecto supra - municipal para a criação da Região Digital de Entre-Douro e Vouga.

Quer o presidente da Câmara, Alberto Souto de Miranda, quer o representante da Universidade no consórcio, José Rafael, disseram à Lusa que o alargamento do projecto é possível, mas não o limitam a autarquias vizinhas, adiantando o desejo de encontrar também novos parceiros nas empresas e nos centros de investigação.

Souto de Miranda sublinhou, entretanto, que a reorientação dos apoios do POSI já custou 10 meses de atrasos nos financiamentos no valor global de 17,5 milhões de euros (3,5 milhões de contos).

Outras preocupações relativas à "montra digital" de Aveiro prendem-se com a motivação dos munícipes para usarem mais esse recurso, um dos temas a debater terça-feira na Universidade da cidade, no âmbito do II Colóquio Internacional Redes e Cidades.

"Não basta ter uma cidade digital em pleno funcionamento e com acesso generalizado. É preciso um trabalho de alfabetização digital e no sentido da motivação", disse Marcus Palácios, um especialista brasileiro que participará nos trabalhos.

FONTE: JGJ Lusa/fim


[ « Anterior ]