Programa Aveiro Digital www.aveiro-digital.pt 
Linha separadora
      O Programa Aveiro Digital 2003 - 2006 é co-finaciado pelo FEDER e pelo FSE através do Programa Operacional Sociedade da Informação
Linha separadora
Separador
Indicador de item de menu Apresentação
Separador
Indicador de item de menu Projectos  
Separador
Indicador de item de menu Serviços
Separador
Indicador de item de menu Documentação
Separador
Indicador de item de menu Outros Destinos
Separador
Indicador de item de menu Contactos
Separador

Um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura

Atalhos de acesso ao menú: ALT + Letra sublinhada

English Version     Versão Portuguesa


Visitantes: 3622425

 

[ Inicio ]
Icon Noticias  Noticias :
 
Notícia com data de 07-07-2005 --- Projecto SIGRia - Estarreja: PDM e cartografia estão on-line

A planta de ordenamento do PDM – Plano Director Municipal e a Cartografia Topográfica Digital estão ao dispor dos utilizadores do web site da Câmara de Estarreja. Estas ferramentas foram desenvolvidas no âmbito do projecto SIGRIA – Sistema de Informação Geográfica, inserido no Programa Aveiro Digital 2003-2006.

No menu vertical do lado direito da página www.cm-estarreja.pt, encontra-se o link "SIG Nó Local Estarreja". Ao carregar, o Munícipe será redireccionado para a sub – página onde pode consultar os documentos, conseguindo diversas informações que até agora só podiam ser obtidas nos serviços camarários.

“Qualquer pessoa que queira consultar o PDM, algo que nos é muito solicitado, pode agora fazê-lo via internet a recolher informação essencial, pode fazer consultas simples e ficar a saber em que classe de espaço está determinado local. O regulamento do PDM também está disponível na página da Autarquia”, explicou Teresa Lima, da Divisão de Planeamento e Urbanismo e responsável pelo SIG – Estarreja.

Ao consultar a Cartografia, o visitante pode aproximar a área pretendida e verificar “o tipo de agricultura, a utilização dos edifícios, a rede viária, o tipo de construção, os limites de propriedade”, exemplificou. Enfim, as pessoas podem recolher “informação detalhada e actualizada”. Futuramente, será possível efectuar “uma busca pelo nome da rua”, adiantou.

A utilidade destas ferramentas é enorme. O Chefe de Divisão de Planeamento e Urbanismo, António Granja, faz inúmeros “atendimentos a pessoas que querem construir. Essa consulta pode hoje ser feita em casa e as pessoas sabem se o terreno tem capacidade construtiva ou não”. Assim, economiza-se tempo e recursos humanos permitindo-se “aumentar a eficácia dos serviços da Câmara”. Por outro lado, esta é uma útil ferramenta de trabalho agora acessível aos diversos sectores da Autarquia.

O Presidente da Câmara Municipal, José Eduardo de Matos, presidiu à sessão e sublinhou que “este é um salto muito importante de modernidade e qualidade dos serviços administrativos”. Para além de se “prestar melhores serviços aos cidadãos é uma ferramenta que permite optimizar a gestão urbanística” referindo-se à “velha cartografia analógica” que dá lugar a uma moderna planta digital.

Até ao final de 2006, será possível consultar os Planos de Pormenor e de Urbanização em vigor, a revisão do PDM, a toponímia do Concelho, as redes de infraestruturas disponíveis, informação estatística e o roteiro turístico.

O SIG passa pela criação de um Nó Central de âmbito intermunicipal, na sede da AMRIA, e pela criação de Nós Locais, em cada um dos Municípios. Os Núcleos têm como objectivos estratégicos gerir os sistemas de informação geográfica e contribuir para o sistema com a recolha, organização, produção e actualização de informação.

A criação da base geográfica será um processo evolutivo que exige uma contínua manutenção e actualização à medida que o sistema se vai desenvolvendo.

Fonte: www.moliceiro.com >>

[ « Anterior ]