Programa Aveiro Digital www.aveiro-digital.pt 
Linha separadora
      O Programa Aveiro Digital 2003 - 2006 é co-finaciado pelo FEDER e pelo FSE através do Programa Operacional Sociedade da Informação
Linha separadora
Separador
Indicador de item de menu Apresentação
Separador
Indicador de item de menu Projectos  
Separador
Indicador de item de menu Serviços
Separador
Indicador de item de menu Documentação
Separador
Indicador de item de menu Outros Destinos
Separador
Indicador de item de menu Contactos
Separador

Um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura

Atalhos de acesso ao menú: ALT + Letra sublinhada

English Version     Versão Portuguesa


Visitantes: 3622736

 

[ Inicio ]
Icon Noticias  Noticias :
 
Notícia com data de 03-04-2006 --- Projecto Secur-Ria : Emergência vai estar na Internet

A Câmara Municipal de Aveiro já aprovou o Plano Municipal de Emergência (PME), tornando-se, assim, o primeiro dos 11 membros da Associação de Municípios da Ria (AMria) a concluir este documento identificador das principais situações de risco, das entidades com responsabilidade na área da segurança e dos recursos disponíveis.

O documento, embora ainda tenha de ser sujeito a alterações pontuais, para colmatar algumas deficiências, deverá estar disponível na Internet durante o corrente mês.

O próximo passo, de acordo com o vice-presidente da Câmara, Carlos Santos, será a realização de um exercício prático, destinado a testar as soluções de organização das respostas que o plano prevê em situações de emergência, numa data próxima, mas que ainda não está estabelecida.

Os planos municipais de emergência na área da Associação de Municípios da Ria, estão a ser elaborados ao abrigo do programa intermunicipal Secur-Ria, financiado pelo programa Aveiro-Digital.

O plano de emergência de Aveiro, agora aprovado, foi concebido, em grande parte, durante o mandato da câmara anterior, e, recentemente, actualizado pele executivo actual.

Tratando-se de "um documento dinâmico, como não podia deixar de ser, será sempre um documento em aberto, susceptível de melhorias e de actualizações ", diz o vice-presidente da Câmara Municipal de Aveiro, Carlos Santos, a propósito do número de "pontos sensíveis", cerca de 350, que o documento identifica no território concelhio, principalmente nas freguesias da Glória, Vera Cruz, Requeixo e Cacia, e do tipo de riscos naturais - como cheias, sismos, ciclones e incêndios florestais, industriais, transporte de matérias perigosas, acidentes viários, aéreos e marítimos .

Fonte: Jornal de Noticias (José Carlos Maximino) >>

[ « Anterior ]