Programa Aveiro Digital www.aveiro-digital.pt 
Linha separadora
      O Programa Aveiro Digital 2003 - 2006 é co-finaciado pelo FEDER e pelo FSE através do Programa Operacional Sociedade da Informação
Linha separadora
Separador
Indicador de item de menu Apresentação
Separador
Indicador de item de menu Projectos  
Separador
Indicador de item de menu Serviços
Separador
Indicador de item de menu Documentação
Separador
Indicador de item de menu Outros Destinos
Separador
Indicador de item de menu Contactos
Separador

Um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura

Atalhos de acesso ao menú: ALT + Letra sublinhada

English Version     Versão Portuguesa


Visitantes: 3622364

 

[ Inicio ]
Icon Noticias  Noticias :
 
Notícia com data de 27-05-2001 --- Terceira idade aprende a «navegar» na Internet

«Isto é melhor que a minha renda, mas complica mais a vista», afirma Genoveva Pacheco. Com 86 anos de idade, é a primeira vez que está a utilizar um computador, uma oportunidade proporcionada pelo Consórcio Aveiro-Cidade Digital, no âmbito da Semana dos Mais Velhos.

A iniciativa, que decorreu até à passada sexta-feira, na Montra da Cidade Digital, em Aveiro, contou com a participação de cerca de meia centena de pessoas da terceira idade, a maior parte deles integrados em grupos de instituições de solidariedade social de apoio aos mais velhos.

Com os olhos "presos" ao monitor, Genoveva Pacheco está a aprender a desenhar no computador. «Ando aqui com a lagarta ou com a seta, fui buscar este amarelo e agora estou a desenhar», conta. Genoveva revela alguma dificuldades para controlar o rato, mas nem por isso desanima. «Já descobri porque é que o meu neto está sempre agarrado ao computador. Isto é interessante, ajuda-nos a passar o tempo», conclui.

José Borges, de 85 anos, também já tem uma opinião formada sobre as novas tecnologias da informação e da comunicação. «Pode-se fazer muitas coisas a questão é que é preciso ter prática», considera, lamentando que no lar de terceira idade da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, onde se encontra actualmente, não existam computadores para utilizarem. «Se têm interesse para que a gente venha é porque querem comprar qualquer coisa para lá», diz esperançado.

Mais experiente, Alexandrina Carretas, com 63 anos de idade, confessa que não é a primeira vez que utiliza um computador. «Tenho umas noções, mas venho aqui para aprender um pouco mais», conta.

Esta ex-secretária realça que o computador é «um meio maravilhoso» para quem queira escrever textos, lembrando ainda os benefícios na comunicação entre as pessoas. «Já aproveitei para mandar algumas mensagens para uma irmã que está longe», revela.

Durante a Semana dos Mais Velhos, mais de meia centena de idosos passaram pela Montra da Cidade Digital e, com mais ou menos dificuldades, acabaram por adquirir alguns conhecimentos, como navegar, pesquisar e conversar na Internet, enviar e receber correio electrónico e escrever e armazenar texto, refere Carlos Dias, coordenador do Programa Aveiro-Cidade Digital.

Na opinião deste responsável, a idade avançada não é um problema. «Eles têm uma grande vontade de aprender», sublinha, lembrando que existem alguns utilizadores, já com alguma idade, que frequentam habitualmente a Montra da Cidade Digital.

«Actualmente existem 1,5 milhões de idosos em Portugal, e até 2005 serão 2 milhões», realça Carlos Dias, adiantando que estas pessoas precisam de alguém que as ajude e comece a sensibilizar para a utilização das tecnologias de informação e comunicação.

FONTE: DIÁRIO DE AVEIRO


[ « Anterior ]