Programa Aveiro Digital www.aveiro-digital.pt 
Linha separadora
      O Programa Aveiro Digital 2003 - 2006 é co-finaciado pelo FEDER e pelo FSE através do Programa Operacional Sociedade da Informação
Linha separadora
Separador
Indicador de item de menu Apresentação
Separador
Indicador de item de menu Projectos  
Separador
Indicador de item de menu Serviços
Separador
Indicador de item de menu Documentação
Separador
Indicador de item de menu Outros Destinos
Separador
Indicador de item de menu Contactos
Separador

Um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura

Atalhos de acesso ao menú: ALT + Letra sublinhada

English Version     Versão Portuguesa


Visitantes: 3622395

 

[ Inicio ]
Icon Noticias  Noticias :
 
Notícia com data de 02-11-2001 --- Seiscentas Escolas Primárias ligadas à Internet

Cerca de 600 escolas primárias do distrito de Aveiro serão equipadas com computadores e acesso gratuito à Internet. O protocolo que formaliza a ligação ficou acordado num protocolo entre o Ministério da Ciência e Tecnologia e 19 Câmaras Municipais da região, assinado esta semana.

De acordo com o ministro Mariano Gago, no distrito de Aveiro ficarão ligadas 567 escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico à rede de universidades, instituições científicas, bibliotecas, escolas e arquivos, através do “Programa Internet na Escola”.

Lançado em 1996, o programa “Internet na Escola” insere-se no quadro de iniciativas do Governo orientadas para a Sociedade da Informação. Este programa concretizou-se, numa primeira fase, pela instalação na biblioteca/mediateca de todas as escolas, públicas e privadas, de um computador multimédia ligado à Internet.

O programa de apetrechamento informático das escolas, conduzido pelo Ministério da Ciência e da Tecnologia, já estabeleceu a ligação à Internet dos estabelecimentos de ensino do segundo e terceiro ciclos do secundário. Actualmente, encontra-se em fase de conclusão a ligação das Escolas do primeiro ciclo do ensino básico, desta feita em colaboração com as autarquias locais.

Este objectivo é uma das metas apontadas no programa de acção do Governo para a Sociedade da Informação. Assim, até ao final do ano, todas as escolas portuguesas estarão ligadas à Internet.

O Ministério da Ciência e da Tecnologia comparticipa em 75 por cento das despesas de aquisição e instalação de computadores multimédia e impressoras, ficando os restantes 25 por cento ao cargo das autarquias.

Santa Maria da Feira é o concelho com maior número de escolas envolvidas neste protocolo. No total serão equipadas 87 escolas primárias com computadores, acesso à internet e impressoras. Aveiro vai ligar 41 escolas à rede ciência que interliga escolas, bibliotecas, instituições de investigação e de ensino superior.

Portugal Digital

Com cerca de 60 milhões de contos de investimento, o programa Portugal Digital a iniciar este ano constituirá uma aposta decisiva para o desenvolvimento da Sociedade da Informação em Portugal. Mariano Gago, ministro da Ciência e Tecnologia apresentou em Aveiro o programa que, nos próximos três anos, vai potenciar esforços e investimentos públicos e privados, rompendo fronteiras das cidades para se instalar no país.

Este programa vem dar continuidade ao projecto das “Cidades Digitais” iniciado a título experimental em Aveiro. Com recursos muito mais avultados, a concretização da iniciativa Portugal Digital coloca agora novos desafios.

“Nada será como dantes”, garante o Ministro Mariano Gago que destaca o programa Portugal Digital como um “contributo decisivo” para o desenvolvimento do país, “quebrando barreiras ao desenvolvimento, abolindo o espírito de capela que aflige as nossas organizações, aumentando a produtividade do país”.

Quem pode concorrer

Garantir que largos sectores da população disponham de competências básicas em Tecnologias da Informação, promover a generalização rápida do acesso à Internet e a equipamentos informáticos, modernizar a administração local e aumentar a produtividade e competitividade das empresas, são alguns dos objectivos do programa cujo concurso foi lançado esta semana.

Tal como o programa “Cidades Digitais”, realizado entre 1998 e 2000, podem concorrer ao “Portugal Digital” pessoas singulares, organismos públicos da administração central, local e regional, institutos do ensino superior, instituições públicas e privadas, empresas, com projectos que poderão ser financiados até ao valor de 80 por cento por verbas do Programa Operacional para a Sociedade da Informação. O restante financiamento será assegurado pelas entidades proponentes.

Fonte: Litoral

[ « Anterior ]